Buenos Aires – 2º dia

Postado dia 17 de Janeiro de 2018

Se teve uma coisa que a gente fez nesse dia, foi andar. Nossa como a gente andou!

A primeira parada foi na estátua da Mafalda. Estávamos hospedados super perto de onde ela fica, mas só descobrimos por acaso, quando fomos jantar no dia anterior naquela pizzaria ali atrás, a La Continental (muito boa, inclusive).

Tiramos algumas fotos, e depois  pegamos o metrô para ir até Palermo conhecer o Rosedal. Um parque maravilhoso com muitas, muitas roseiras de várias espécies e cores. Uma mais linda que a outra.

O dia estava muito ensolarado! Demos algumas voltas, e fomos procurar um lugar pra almoçar nos Arcos del Rosedal. Que antes de ser reformado, era conhecido como Paseo de la Infanta, e foi recentemente revitalizado se tornando um polo gastronômico bem cool e gourmet, mas com preços acessíveis.

Terminando o almoço, andamos até a Plaza de las Naciones Unidas, do lado da Faculdade de Direito, onde fica a escultura de metal Floralis Generica.

Segundo o arquiteto que Eduardo Catalano, esse nome significa que ela representa todas as flores do mundo.

Dizem que a escadaria da faculdade é um ótimo ponto pra assistir ao pôr do sol, mas como ainda queríamos aproveitar o dia e passar em um outro lugar, não esperamos o fim de tarde.

De lá, fomos até a livraria El Anteneo, nosso último rolê do dia.

El Anteneo Grand Splendit foi um teatro construído em 1919, que depois se tornou um cinema, e em 2000 foi adquirido por uma rede de livrarias. Mantendo a estrutura original do prédio, as cadeiras da plateia deram lugar à estantes de livros e o palco se transformou num café.

Eu não sou uma pessoa dos livros, mas de qualquer forma vale muito a pena a visita só pra conhecer mesmo. É tudo incrível lá dentro!

E antes de voltar para o apartamento, passamos em um mercado (carrefour talvez, não lembro) pra comprar alguma coisa pra comer no dia seguinte de manhã. Pegamos uns lanches naturais, uma garrafa de 2l de suco e umas caixas de alfajor pra trazer pro Brasil. Chegamos no caixa, e descobrimos que lá eles também não dão (e nem vendem) sacolinhas plásticas. E aí a gente saiu de lá como? Colocamos o que cabia na mochila – que já tinha a minha câmera dentro -, e o resto foi na mão mesmo HAHAHAHAHA Ainda tínhamos mais alguns metros até o ap, mas deu tudo certo no final.

Foram quase 10km de caminhada ao longo do dia todo! Já tinha escurecido quando a gente pegou a Av. 9 de Julio, e de longe dava pra ver o Obelisco todo iluminado. Aliás, toda aquela região fica super iluminada a noite.

Esse foi o dia que a gente mais conseguiu aproveitar a cidade. Fazer passeios a pé é uma coisa que eu super recomendo se você estiver pensando em viajar pra Buenos Aires. Ir vendo as ruazinhas, observando as pessoas, os detalhes de cada cantinho, é uma experiência muito gostosa.

A região é toda plana, e mesmo pra mim, que tenho 0% de preparo físico, foi bem tranquilo. Chegamos felizinhos depois do nosso dia produtivo :)


Comente sobre isso!

CommentLuv badge

Uma resposta para "Buenos Aires – 2º dia"

Karina Marques • 18/01/2018 às 00:00

Eu não sabia dessa da sacolinha e quando fui fazer compras no mercado me surpreendi também, a sorte é que eu resolvi levar na mala uma bolsa que é tipo uma sacola (na real, foi ideia da minha mãe) mas bem estilosinha. Minha mãe preferiu carregar ela do que a própria bolsa e foi ótimo porque íamos ao mercado quase todos os dias e colocávamos tudo nela.
Dos lugares que você comentou nesse post só conheci a Floralis, infelizmente não fui na estátua da Mafalda, mas o que eu queria mesmo era ter ido no El Anteneo e não deu tempo. Quem sabe na próxima ida pra lá…

Beijo enorme ❤

Responder

Hey, It´s Mi! • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por