Akihabara

Postado dia 26 de julho de 2016

japao2016_heyitsmi-1-2

Akihabara foi um dos lugares pra onde nós mais fomos durante a viagem. Além de ser conhecido por ser um centro de compras de equipamentos eletrônicos, é também um paraíso para quem curte animes, mangás e pros colecionadores de action figures.

É fácil de encontrar por lá lojas que trabalham com “tax free” para turistas. É só mostrar o passaporte no caixa e eles vão grampear a nota do produto nele.

Normalmente você precisa gastar um determinado valor para conseguir o desconto, que equivale a taxa de consumo do país. Quando você compra um ou mais itens com tax free, você não pode abrir a embalagem enquanto ainda estiver no Japão. Isso era uma coisa que a gente não sabia, e não estávamos entendendo porque o vendedor falava “don’t open here” enquanto embrulhava nossa compra. Depois fomos pesquisar sobre e vimos que, para não pagar os 8% de imposto, não poderíamos usar o produto lá no Japão. E caso o produto estivesse aberto, teríamos que pagar esse valor na hora de sair do país.

Então, fica ai a dica pra caso você também não soubesse disso ;)

japao2016_heyitsmi-3-2

japao2016_heyitsmi-2-2

japao2016_heyitsmi-7

japao2016_heyitsmi-2

japao2016_heyitsmi-8

A Yodobashi Camera é uma loja bem conhecida que fica do lado de uma das saídas da estação de Akihabara. Lá dentro dá pra encontrar eletrônicos, produtos de beleza, câmeras, brinquedos, produtos para casa e mais um monte de coisas.

japao2016_heyitsmi-1

japao2016_heyitsmi-3

japao2016_heyitsmi-4

Outras lojas grandes de eletrônicos, games e câmeras que ficam ali pertinho são: a Bic Camera e a Sofmap. Vale a pena dar uma pesquisada nos preços.

Agora, pra quem é nostálgico e gosta de vídeo games antigos, a dica é a Super Potato. São, se não me engano, 4 andares de vários artigos relacionados a esse mundo.

japao2016_heyitsmi-5

japao2016_heyitsmi-6


Shibuya – Kiddy Land, Purikura e Sushi na esteira

Postado dia 22 de julho de 2016

japao2016_heyitsmi-3-2

Depois de visitarmos o Palácio Imperial, eu, o David, a Paula e o Thiago fomos pra Shibuya. É lá que fica um dos cruzamentos mais conhecidos e fascinantes do Japão. Saindo da estação pela Hachiko Exit, você já dá de cara com a galera toda.

Aquela região é um grande centro comercial e de entretenimento. São lojas, restaurantes, cafés, games que colorem o bairro com seus letreiros chamativos e enormes telões de propagandas.

japao2016_heyitsmi-1-3

japao2016_heyitsmi-14

japao2016_heyitsmi-15

Da estação fomos andando até a Kiddy Land, uma loja incrível de brinquedos com 5 andares de possibilidades! Pra chegar até lá passamos por essa ruazinha fofa.

japao2016_heyitsmi-12

image

japao2016_heyitsmi-1

japao2016_heyitsmi-13

Eu achei esses bonequinhos de Star Wars tãão fofinhos! Eles ficavam dançandinho no ritmo da música do filme ♥

japao2016_heyitsmi-4

ezgif.com-video-to-gif

Saímos de lá, e a Paula viu que ali perto tinha uma Magnolia Bakery. Fica num shopping praticamente do lado da Kiddy Land, e a gente obviamente foi lá!

japao2016_heyitsmi-5

Nós pedimos esse Mini Flourless Chocolate Cake! Recomendo!

Depois fomos jantar no Heiroku Sushi. Um restaurante com o sistema de esteira rolante, que os sushis vão passando e você vai pegando quais quiser. Depois eles contam a quantidade de pratinhos que você pegou, e o valor é somado de acordo com a cor do prato. Eles tem um cardápio também separado da mesma forma, por cor. Eu, no caso, pedia só o sushi de pepino do cardápio hahahaha

japao2016_heyitsmi-9

japao2016_heyitsmi-8

Pra abrir o apetite (e matar saudade)

Um vídeo publicado por David Samulionis (@samulionis) em

japao2016_heyitsmi-10

(Moços simpáticos que preparavam os sushis e ficaram brothers do Thiago hahahaha)

Com certeza uma das coisas mais divertidas do Japão são as máquinas de purikura (プリクラ). São cabines de foto onde você tem várias opções de personalização muito legais. Deixar os olhos maiores, a pele lisinha, escolher a posição da câmera, e algumas até te dão opções de poses. Na hora de decorar, duas pessoas podem ir enfeitando as fotos simultaneamente. Tem também como enviar as fotinhos por e-mail, mas é preciso ter uma conta de e-mail de lá. Quem baixou pra gente foi a Mayumi, minha amiga ♥, e elas vem assim, numa resolução muito boa, além de serem impressas na própria máquina depois que você finaliza suas edições.

Normalmente essas fotos custam ‎¥400 (que você coloca na máquina antes de começar) e, se não me engano, desde que eu morava lá é esse mesmo preço. Dessa vez eu reparei que a quantidade das fotos impressas diminuiu, mas eu acho que continua valendo a pena a experiência :)

Untitled-2

japao2016_heyitsmi-11

Enquanto eu estava escrevendo esse post, eu descobri que você pode alugar esses carrinhos de kart (caso você tenha carteira de habilitação japonesa ou internacional válida + seu passaporte) e fazer um tour por Tokyo! São 3 tipos de percurso. Eu já tinha visto esses karts por ai, mas não sabia que dava pra alugar. De qualquer forma eu não ia poder porque não tenho carteira internacional, mas deve ser muito incrível! Aqui nesse site tem todas as informações ;) Ah, e essas roupas você pode alugar também!

japao2016_heyitsmi-2-2

japao2016_heyitsmi-16

O David fez alguns vlogs da viagem. Ele postou o primeiro essa semana, e eu vou deixar aqui embaixo caso você queira assistir nossa chegada ao Japão :)

Endereços:

Kiddy Land
6-1-9 Jingu-mae, Shibuya-ku 150-0001, Tokyo

Magnolia Bakery
5-10-1 GYRE B1F, Jingumae Shibuya-ku, Tokyo

Heiroku Sushi
5-8-5 Jingumae, Shibuya 150-0001, Tokyo


Palácio Imperial de Tokyo

Postado dia 18 de julho de 2016

Um dos primeiros lugares que nós fomos visitar no Japão, foi o Palácio Imperial. Aliás, esse passeio a gente fez com a Paula e o Thiago. Eles foram pra lá na mesma época que a gente (super coincidência!) e aproveitamos pra nos encontrar e fazer alguns rolês juntos.

Bom, a gente desceu na estação de Tokyo, e fomos a pé até lá. É bem pertinho, uns 10 minutos. Aquela região é um grande centro empresarial cheia de prédios altos, que contrastam com os enormes – e lindos – jardins do Palácio .

japao2016_heyitsmi-1

japao2016_heyitsmi-2

japao2016_heyitsmi-3

japao2016_heyitsmi-6

japao2016_heyitsmi-5

japao2016_heyitsmi-4

Em 1868, depois de último shogun Tokugawa renunciar seu cargo, a capital do país, assim como a Residência Imperial, foram transferidas de Kyoto para Tokyo. Em 1888, houve a construção de um novo palácio, que foi destruído durante a Segunda Guerra Mundial, mas reconstruído novamente em 1968.

A área interna do Palácio só abre para visitação em duas ocasiões durante o ano:  2 de janeiro (Saudação de Ano Novo) e 23 de dezembro (Aniversário do Imperador), quando é possível ver a família real. Durante o ano acontecem visitas guiadas, porém não é permitido o acesso aos prédios principais, somente aos jardins internos do Palácio.

Nós acabamos ficando só na área dos jardins externos mesmo, mas de qualquer forma, vale a pena o passeio. É uma região muito bonita e cheia de história.

japao2016_heyitsmi-8

japao2016_heyitsmi-7

japao2016_heyitsmi-9

japao2016_heyitsmi-12

japao2016_heyitsmi-11

japao2016_heyitsmi-10

japao2016_heyitsmi-13

japao2016_heyitsmi-15

Endereço:
1-1 Chiyoda, Tokyo 100-8111


De volta à terra do sol nascente

Postado dia 08 de julho de 2016

O mês de Junho foi um mês suuper especial pra mim, porque eu fiz uma viagem que eu queria e planejava há muito, muito tempo! Passei um mês no Japão! Melhores férias da vida! Quem me conhece já estava cansado de ouvir que eu queria voltar pra lá. Estava morrendo de saudade das minhas amigas, dos lugares que eu gostava de ir, e até de não entender praticamente nada do que as pessoas falavam comigo hahahaha

Eu fiquei tão feliz e animada que essa viagem aconteceu, que mal voltei e já quero ir de novo!

Eu pretendia fazer alguns posts aqui pro blog enquanto ainda estava lá. Achei que um mês seria bastante e que eu teria tempo de sobra, mas 28 dias passaram voando, e acabou que eu não consegui me organizar. Durante a viagem eu fui postando algumas coisas no instagram (ainda estou postando, na verdade) e no snapchat (quando encontrava free wifi na rua).

Nós (eu e o David), ficamos hospedados com os meus padrinhos (ありがとう de novo ^^), em Ushiku. Pouco menos de 1 hora de distância de Tokyo indo de trem. É uma região bem diferente da imagem que a maioria das pessoas tem do Japão, de luzes, outdoors e pessoas pra tudo quanto é lado o tempo todo.

japao2016_heyitsmi-2

japao2016_heyitsmi-11

japao2016_heyitsmi-12

japao2016_heyitsmi-15

Barreiras de sinalização fofinhas :D

japao2016_heyitsmi-6

japao2016_heyitsmi-7

japao2016_heyitsmi-8

Quando o trem chega na estação, o condutor desde e aperta um botão que toca uma musiquinha de alguns segundos antes de fechar a porta pra sair de novo. A gente sempre dançava as musiquinhas quando o trem parava em alguma estação hahahaha

japao2016_heyitsmi-9

japao2016_heyitsmi-16

japao2016_heyitsmi-4

japao2016_heyitsmi-5

Uma coisa que a gente reparou bastante, é como as plantas dos jardins das casas são bonitas e bem cuidadas! Aliás, uma coisa que eu queria muito tem comprado lá, era uma semente de bonsai pra plantar aqui, mas acabei esquecendo de procurar e só lembrei um dia antes da viagem de volta.

japao2016_heyitsmi

japao2016_heyitsmi-13

Num final de semana, fomos com um casal de amigos passear no Ami Premium Outlet, e ali pertinho fica a estátua de Ushiku Daibutsu, uma estátua gigante do Buddha. É a mais alta do Japão e uma das mais altas do mundo. São 120 metros de altura, e é toda feita de bronze. Dentro dela tem um elevador, que leva a um deck de observação a 85 metros, e do 1º ao 5º andar tem umas instalações bem legais também. Na hora que a gente chegou o parque tinha acabado de fechar, então só vimos o Buddha pelo estacionamento mesmo. Mas é muito incrível! Esse aqui é o site deles. Tá todo em japonês, mas dá pra dar uma fuçada :)

japao2016_heyitsmi-18

japao2016_heyitsmi-17

japao2016_heyitsmi-19

Ah! E nesse um mês de Japão a gente até sentiu um terremotinho! Terremotos de até +/- uns 4 de magnitude são bem comuns, na verdade. Foi de manhã, eu comecei a sentir a cama mexer e depois os móveis começaram a balançar, mas logo parou. Uns dias depois eu senti outro beem mais fraquinho, mas o David não sentiu. Essa foi um informação meio aleatória aqui no meio, mas só queria deixar registrada essa experiência mesmo hahahaha

Enfim, nós visitamos muitos lugares legais por lá! Mal descansamos. Saíamos cedo e chegávamos tarde pra poder aproveitar ao máximo cada dia. Então, se você quiser ver mais coisas sobre a viagem, é só ir acompanhando os próximos posts ;)


dois por um: Isso é café

Postado dia 13 de maio de 2016

issoecafe_heyitsmi-1

No final de semana passado, fomos conhecer o Isso é Café com o dois por um. Ele fica no Mirante 9 de Julho, atrás do Masp, descendo uma escadaria.

O Mirante é um espaço multicultural com programação de exposições de arte urbana, projetos musicais, exibições de filmes ao ar livre e feiras independentes. Mais um cantinho alternativo super legal em SP que eu fiquei muito feliz em conhecer.

issoecafe_heyitsmi-3

Com a oferta do guia, pedimos os nossos cafés com cheesecake.

O moço que nos atendeu deu duas opções de grãos (já adianto que não entendo absolutamente nada sobre cafés): o icatu, mais cítrico, e o obatã, que foi o que nós escolhemos, com notas de avelã e açucar mascavo. O cheesecake é tradicional e servido com calda de goiaba.

O café é a especialidade da casa, e eles tem inclusive algumas outras opções de cafés no site pra você comprar, em pacotes de 150g e 250g.

issoecafe_heyitsmi-6

Café + Cheesecake R$ 24

issoecafe_heyitsmi-4

issoecafe_heyitsmi-2

issoecafe_heyitsmi

Endereço:
Mirante 9 de Julho
R. Carlos Comenale, s/n – Bela Vista – São Paulo


Playlist: Boyce Avenue

Postado dia 10 de maio de 2016

boyce avenue

Talvez você já conheça, mas eu descobri a banda Boyce Avenue pelo Spotify esses dias, e to completamente viciada! São três irmãos, Alejandro, Fabian, e Daniel Manzano, que se uniram como uma banda em 2004 e em 2007 começaram a fazer sucesso e conquistar fans com vídeos postados no youtube.

Eu to ouvindo sem parar o novo álbum deles, Road Less Traveled, e todos covers maravilhosos! Tenho que dizer que várias músicas eu conheci através dos covers e depois que fui procurar a versão original hahahah (sou uma pessoa muito atrasada nas atualidades musicais!).

Essa versão da Beautiful Soul foi o primeiro cover que eu escutei da banda, e que me deixou curiosa pra conhecer mais. E eu lembro até hoje que eu ouvi pela primeira vez (a versão original, do Jesse McCartney) quando eu e a minha família estávamos na fila do check-in pra embarcarmos pro Japão. Estava tocando numa TV que tinha ali do lado, e eu fiquei prestando atenção na letra pra decorar um pedacinho e poder procurar depois :D (faço isso até hoje na verdade).


Hey, It´s Mi! • todos os direitos reservados © 2016 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por