Osaka – Castelo de Osaka

Postado dia 22 de agosto de 2016

Depois do nosso passeio pela Dotonbori, fomos visitar o Castelo de Osaka. Descemos na estação Osakajokoen e passamos por um parque enorme, super lindo e tranquilo pra chegar até ele.

Ali também fica o Osakajo Hall, um espaço pra eventos onde, mais tarde ia ter um show da banda de K-Pop 2PM. Eu não conheço, mas tinham várias pessoas já esperando por perto.

osaka_2016_heyitsmi-34

osaka_2016_heyitsmi-35

osaka_2016_heyitsmi-38

osaka_2016_heyitsmi-36

osaka_2016_heyitsmi-37

No interior do castelo fica um museu, e no topo, um observatório. A entrada custa ¥ 600. Nós não chegamos a entrar porque queríamos aproveitar pra fazer outro passeio ainda antes de ir embora. Como choveu bastante no dia anterior, o nosso último dia em Osaka foi bem corrido. Mas acho que vale a pena entrar sim pra poder conhecer com calma o lugar, e pelo que eu já vi em fotos, a vista de lá de cima é bem bonita.

Só de olhar de fora eu já acho incrível e fico imaginando o tanto de história que já aconteceu ali!

osaka_2016_heyitsmi-39

osaka_2016_heyitsmi-40

osaka_2016_heyitsmi-41

Site oficial: Castelo de Osaka


Osaka – Dotonbori

Postado dia 19 de agosto de 2016

No dia seguinte a nossa chegada em Osaka, fomos conhecer um pouquinho da cidade antes de ir embora. Demos só uma passada rápida em alguns lugares, mas foi incrível!

Assim que saímos do apartamento, fomos para a Dotonbori. Uma rua comercial bastante conhecida, cheia de lojas e restaurantes com fachadas chamativas.

Fica super lindo a noite, pelo que eu já vi em fotos, mas como queríamos fazer uns outros passeios no mesmo dia, fomos rapidinho de manhã, antes do almoço.

osaka_2016_heyitsmi-18

Uma coisa que eu acho bem interessante no Japão, e que eu reparei bastante em Osaka, é como os japoneses otimizam os espaços. Em qualquer cantinho pode ter uma porta ou um corredor estreito que te leva pra um restaurante, um bar ou uma loja.

osaka_2016_heyitsmi-19

osaka_2016_heyitsmi-20

osaka_2016_heyitsmi-21

osaka_2016_heyitsmi-22

osaka_2016_heyitsmi-24

osaka_2016_heyitsmi-25

osaka_2016_heyitsmi-26

osaka_2016_heyitsmi-27

Enquanto andávamos pela rua, vimos algumas lojas com vários bonecos desse. O nome dele é Taro, ele era mascote do restaurante Cui-daoré em Osaka desde 1950. O restaurante fechou em 2008, mas Taro acabou virando e um símbolo de lá e ficou conhecido como Kuidaore Taro.

osaka_2016_heyitsmi-29

osaka_2016_heyitsmi-28

osaka_2016_heyitsmi-30

osaka_2016_heyitsmi-31

osaka_2016_heyitsmi-32

No primeiro post de viagem, eu mostrei umas barreias sinalizadoras fofíneas em Ushiku. E ali naquela região de Osaka, eram Hello Kittys ♥ Como ficar bravo por ter que desviar de uma obra?

osaka_2016_heyitsmi-33


Osaka – Hospedagem e Expocity

Postado dia 17 de agosto de 2016

osaka_2016_heyitsmi-1

Osaka fica na região de Kansai, um pouco pra baixo de Kanto, onde fica Tokyo. É uma cidade que eu não conhecia, e como estávamos como JR Pass, decidimos ir até lá. Foram ao todo 4h 30min de viagem. Deu pra dormir bem hahahaha Principalmente no shinkansen (trem bala).

Uma coisa que a gente reparou logo de cara, foi que algumas estações tem um som ambiente de passarinhos cantando! Muito amorzinho. Ah, e na escada rolante o lado que as pessoas ficam paradas é o direto, diferente de Tokyo e região (apenas uma observação).

Enfim, chegamos em Osaka debaixo de chuva e fomos direto ao Expocity, o shopping onde fica o Pokémon Expo Gym. Saímos da estação e pegamos um ônibus ali na frente mesmo. Quando a gente entrou o motorista estava meio dormindo, e como uma senhora viu que a gente estava meio perdido pra saber se era aquele ônibus mesmo que a gente tinha que pegar, ela falou com o motorista, e nos ajudou em inglês. Fofinha ♥

osaka_2016_heyitsmi-2

osaka_2016_heyitsmi-5

O David estava super atrás de um Charmander pequeno. Fomos em vários Pokémon Centers mas não encontramos, e depois a gente descobriu que ele parou de ser fabricado :/

osaka_2016_heyitsmi-4

osaka_2016_heyitsmi-3

refrigerante de manga – não recomendo muito, só comprei pelo copo mesmo

Andamos um pouco pelo shopping, compramos nossos cup noodles de janta num mercado que tem lá dentro, e fomos pro apê que a gente alugou.

Olha só que maravilhoso esse trem ilustrado! Fiquei apaixonada!

osaka_2016_heyitsmi-17

osaka_2016_heyitsmi-16

A gente passou só uma noite por lá e pegamos uma hospedagem pelo airbnb. Foi a nossa primeira experiência com o app. Escolhemos um apartamento perto da estação de Taisho. Nas mensagens trocadas depois de fecharmos a locação, estava tudo minuciosamente explicado pra fazermos o self check-in. Inclusive com várias fotos do caminho da estação até o apartamento, da entrada do prédio, de como abrir o locker pra pegar a chave, das bicicletas que a gente podia usar…

Na mesa tinha impresso tudo o que estava no e-mail, um mapa da região e um outro indicando os principais pontos turísticos de Osaka. Além de avisos e o outras informações coladas nas paredes.

A gente gostou bastante. O apartamento era igualzinho as fotos do anúncio e tinha tudo o que estava descrito também.

osaka_2016_heyitsmi-15

Como estava chovendo, nesse dia a gente fez só isso mesmo, e deixamos pra passear no dia seguinte.


Nikko

Postado dia 15 de agosto de 2016

Um passeio bem legal de fazer no Japão pra quem gosta de conhecer shrines e templos, é visitar a cidade de Nikko.

japao_heyitsmi-1

japao_heyitsmi-2

japao_heyitsmi-3

Depois de descer na estação, você pode pegar um ônibus, pagando ¥500 por pessoa, até o local onde ficam os templos. Nós fomos a pé até mesmo, nos guiando pelo google maps. É uma boooa caminhada, mas a gente foi andando devagar, prestando atenção nos detalhes durante o percurso até lá, e foi tranquilo.

japao_heyitsmi-45

japao_heyitsmi-5

No caminho, passamos pela Shinkyo Bridge. Um cartão postal bem conhecido da cidade. Antigamente, apenas o shogun podia atravessar essa ponte. Em 1936 ela passou por uma reforma, depois disso foi recebendo reparos a cada 10 ou 20 anos. Em 1902 ela foi demolida e reconstruída em 1904 igual a como era antes, e a partir de 1973 ela foi aberta para o público geral.

Você pode só observar e fotografar a ponte de longe, como nós fizemos, ou pagar, se não me engano, ¥350 para ir de uma ponta a outra, e voltar.

japao_heyitsmi-6

japao_heyitsmi-7

japao_heyitsmi-8

Logo ali do lado, já fica o complexo de santuários e templos. Ele foi registrado pela UNESCO como Patrimônio Mundial em dezembro de 1999.

japao_heyitsmi-44

japao_heyitsmi-38

Eu fui pela primeira vez em 2008, com a minha família e um casal de amigos. Fomos em fevereiro. Estava bem frio e ainda com bastante neve!

japao_heyitsmi-08

japao_heyitsmi-01

japao_heyitsmi-2008

japao_heyitsmi-13

japao_heyitsmi-36

Pagamos ‎¥1.300 por pessoa para entrar na área que fica o Toshogu Shrine. Mausoléu do shogun Tokugawa Ieyasu e onde estão talhados os famosos macacos sábios na porta do estábulo sagrado. Kikazaru, Iwazaru e Mizaru;  não ouça o mal, não fale o mal e não veja o mal.

japao_heyitsmi-23

japao_heyitsmi-34

japao_heyitsmi-32

Toda a arquitetura é incrivelmente rica em detalhes. É um passeio completo. A natureza natureza ao redor dos templos deixa a paisagem ainda mais bonita e interessante em qualquer época do ano. Vale muito, muito a pena!


Oyama

Postado dia 09 de agosto de 2016

Com certeza um dos passeios que eu mais estava ansiosa para ir! Oyama é a cidade que eu morei, e eu queria muito revisitar os lugares que eu mais gostava. Eu já até fiz um post aqui no blog mostrando um pouco de lá, e é bem legal olhar as fotos antigas e comparar com as novas!

A primeira coisa que eu reparei que estava diferente (afinal, 7 anos se passaram desde que eu voltei), foi a estação. Eu inclusive fiquei um pouco perdida pra encontrar a saída hahahah Na verdade não é difícil de achar, mas eu estava procurando a saída/entrada que eu usava antes, e depois descobri que fizeram uma nova :D

O lado de fora ali em volta também mudou. As bicicletas agora ficam estacionadas todas num lugar só (como dá pra perceber, são muitas) e o espaço está bem mais amplo.

japao_heyitsmi-9

japao_heyitsmi-8

De lá fomos a pé até o prédio que eu morava, pelo caminho que eu costumava fazer. Eu lembro que na casa do lado tinha um cachorro, e sempre quando eu voltava da escola, eu dava tchau pra ele antes de entrar :)

Depois de alguns minutos de nostalgia ali na frente, fomos comer no Mc Donald’s da 50, essa avenidona das fotos. Andava muito por lá! 

japao_heyitsmi-7

esse é o parque que estava coberto de neve nas fotos do outro post

japao_heyitsmi-5

japao_heyitsmi-6

japao_heyitsmi-1

japao_heyitsmi-2

Matamos a fome e voltamos para a estação. Atravessamos para o outro lado, o lado da entrada principal, e pegamos um ônibus (grátis!) para ir ao Harvest Walk, meu lugar favorito de Oyama.

É  um shopping bem grande com várias lojas legais, cinema, game, tem um espaço aberto para as crianças, loja de eletrônicos, restaurantes… Muita coisa!

Ele também está um pouco diferente do que eu me lembrava. Mas o urso da Mont-bell e o carrossel continuam no mesmo lugar :)

japao_heyitsmi-10

japao_heyitsmi-11

japao_heyitsmi-13

japao_heyitsmi-16

japao_heyitsmi-14

japao_heyitsmi-15

japao_heyitsmi-17

japao_heyitsmi-19

japao_heyitsmi-20

japao_heyitsmi-18

É engraçado a gente se sentir em casa num lugar mesmo depois de tanto tempo, né! Eu queria muito ter voltado mais vezes lá para passar em alguns outros lugares que acabou não dando tempo, mas aproveitamos bem o dia e deu pra matar a saudade ♥

japao_heyitsmi-21

japao_heyitsmi-22

shinkansens beijandinhos :)

japao_heyitsmi-25

japao_heyitsmi


Tokyo DisneySea

Postado dia 06 de agosto de 2016
japao_heyitsmi-31

No Japão, além da Disneyland, tem também a DisneySea. A diferença é que uma é mais infantil, e a outra tem uma proposta mais adulta.

Eu ainda não conhecia a DisneySea, e amei muito!! Dessa vez o dia estava bom! Nublado, fresquinho, ótimo pra ficar batendo perna o dia inteiro (gratidão São Pedro)! Conseguimos aproveitar bem! Chegamos cedo, fomos em todos os brinquedos que a gente queria e o máximo, máximo que a gente ficou em uma fila foi 1 hora.

Em cada Disney nós só pegamos um fast pass. Ele serve pra você evitar filas dentro de um determinado horário. Perto das atrações ficam algumas máquinas onde você passa QR Code ou o código de barras do seu ingresso, e ela imprime o seu bilhete de fast pass. Num painel em cima dessas máquinas, fica o horário que você pode usar aquele bilhete. Por exemplo, se o horário que estiver indicado for das 13h às 14h, dentro desse período você não pega fila pra ir naquele brinquedo. Vale muito a pena! Mas como o tempo de espera não estava grande naquele dia, um só já foi o suficiente.

Em 2016 o parque completa 15 anos, The year of wishes, e toda a decoração está com esse tema. A entrada é pela Mediterranean Harbor. A área é inspirada na cidade de Veneza e dá até pra fazer passeio de gôndola.

Mas a Mermaid Lagoon (inspirada no reino da Pequena Seria) e a Arabian Coast (no Aladdin) foram as minhas favoritas. O Castelo do Rei Tritão é todo colorido, decorado com mosaicos e conchas. Na parte de baixo fica “o fundo do mar” com algumas atrações infantis. E a área do Aladdin eu achei tão grande, tão ampla, sabe? Parece que você está mesmo num palácio.

 

 

japao_heyitsmi-1

japao_heyitsmi-30

Pelo parque tinham alguns Crystal Points que, com um Crystal Compass (um bastão bem bonitinho que dá pra comprar lá nas lojinhas), você podia fazer um pedido e colocar ali naquele espaço na mão do Pateta. Dai a estrutura acendia e fazia uns sonzinhos ♥

japao_heyitsmi-3

japao_heyitsmi-25

japao_heyitsmi-24

japao_heyitsmi-12

japao_heyitsmi-23

japao_heyitsmi-13

japao_heyitsmi-14

japao_heyitsmi-18

japao_heyitsmi-21

japao_heyitsmi-15

Máquina do fast pass

disneysea_heyitsmi

Um coisa que eu acho incrível nos dois parques é a riqueza de detalhes em cada cantinho. É tudo muto bem feito, muito bem cuidado.

Na área Lost River Delta, nós fomos na Indiana Jones Adventure: Temple of the Crystal Skull, que simula uma trilha por um templo, e na montanha-russa Raging Spirits.

A gente fez também um passeio de barco à vapor saindo dessa área até o porto mais perto da entrada do parque. Na verdade esse foi porque já estávamos cansados de andar mesmo hahahaha Mas o passeio é legal :)

japao_heyitsmi-1-3

japao_heyitsmi-33

disneysea_heyitsmi1

japao_heyitsmi-9

Na American Waterfront fica esse navio grandão, que é o restaurante S.S. Columbia. E algumas atrações por lá são a Tower of Terror, um elevador que sobe até o último andar e despenca de lá de cima (não é o meu brinquedo preferido), o trem elétrico que faz um passeio por aquela área e o Toy Story Mania.

japao_heyitsmi-26

japao_heyitsmi-28

japao_heyitsmi-27

japao_heyitsmi-29

japao_heyitsmi-48

Essa é a Mysterious Island, e dentro daquele vulcão fica a Journey to the Center of the Earth, uma montanha russa escura que faz um passeio até o centro da terra. Se não me engano foi o primeiro brinquedo que a gente foi, e um dos mais legais.

japao_heyitsmi-35

No final do dia acontece o Fantasmic. Um show com vários efeitos especiais que é apresentado no lago, de frente para a entrada principal. E é muito incrível! Nós pegamos um lugar na lateral, e deu pra ter uma visão bem boa. Depois de tudo, tem o Sky High Wishes. Fogos de artifício sincronizados com a música tema de 15º aniversário :)


Hey, It´s Mi! • todos os direitos reservados © 2016 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por